top of page

Novembro Azul: o preconceito é o maior inimigo do câncer de próstata


Novembro é o mês da conscientização para a prevenção do câncer de próstata. A campanha Novembro Azul alerta sobre a necessidade dos homens cuidarem da saúde, em especial da saúde da próstata.


É fundamental fazer check-up regularmente, pois esta é a melhor forma de prevenir a doença e evitar o tratamento tardio, em estágio mais avançado e sem grandes chances de cura.


O preconceito que envolve o exame da próstata, para o diagnóstico do câncer, tem sido o maior inimigo dos homens e a razão para os diagnósticos da doença já na fase avançada, o que leva a um alto índice de óbitos. Enquanto que se o câncer de próstata for identificado na fase inicial, as chances de cura chegam a 90%. No Brasil, 95% dos diagnósticos se dão tardiamente.


O câncer na próstata é o tipo de tumor mais comum em homens com mais de 50 anos. A taxa de incidência é maior nos países desenvolvidos em comparação aos países em desenvolvimento. A doença é o resultado de uma multiplicação desordenada das células da próstata. Portanto, exames preventivos frequentes são fundamentais para que a doença seja descoberta a tempo de ser tratada. Homens a partir dos 50 anos de idade (ou 45, se houver casos de câncer de próstata na família) devem fazer os exames preventivos anualmente.


Um desses exames é o toque retal. O exame é rápido e indica se a próstata apresenta algum tipo de alteração. Caso a alteração seja detectada, o médico pode solicitar outros exames para confirmar o diagnóstico, como o PSA (Antígeno Prostático Específico), o ultrassom transretal e a biópsia da glândula, que consiste na retirada de fragmentos da próstata para análise. Só então é feito o diagnóstico.


No Brasil, o câncer de próstata é o mais incidente no homem (excluindo-se o câncer de pele não melanoma) e o segundo que mais mata, atrás do câncer de pulmão. Dados do Sistema de Informação sobre Mortalidade do Ministério da Saúde revelam que, de 2019 a 2021, foram mais de 47 mil óbitos em razão desse tipo de tumor. No ano passado, 16.055 homens morreram em consequência da doença, o que corresponde a cerca de 44 mortes por dia. De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (Inca), são esperados 65.840 novos casos de câncer de próstata em 2022.

Commentaires


bottom of page